SEMINÁRIO: Internacionalização - Cooperação criativa nas artes cênicas (Abertura/lançamento CAMBIO.FIT/PE)

CAIXA CULTURAL RECIFE- Sala Multimídia
Das 19h às 21:30h
Av. Alfredo Lisboa 505, Praça Marco Zero,Bairro do Recife
Fone: (81)3425-1906

Dia 05/09 – Quarta-feira

MESA: Políticas públicas para a internacionalização das artes cênicas – a voz dos artistas e produtores

  • Carlos Gil Zamora-Diretor, dramaturgo e jornalista/Espanha
  • Márcia Dias – Produtora cultural, curadora e diretora do TEMPO_FESTIVAL – Festival Internacional de Artes Cênicas do Rio de Janeiro;
  • Damián Cervantes- Diretor da Cia Vaca 35/ México
  • Mônica Lira – Bailarina, coreógrafa e diretora do Grupo Experimental de Dança/PE;
  • Alaor Rosa –Ator,curador, produtor e diretor do Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília;

Mediação: Celso Curi- Jornalista,curador, administrador Cultural, produtor e diretor /SP

FAÇA SUA INSCRIÇÃO


Carlos Gil Zamora/Espanha

Carlos Gil Zamora (Barcelona 1950), estudou interpretação e direção na Escola de Arte Dramática Adrià Gual, e na Escola d'Estudis Artistics de L'Hospitalet de Llobregat. Ele já dirigiu mais de vinte espetáculos, incluindo obras de Dario Fo, Ignacio Amestoy, Joan Manuel Gisbert, Luis Matilla, Patxi Larrainzar, Jorge Diaz, Oswaldo Dragún ou Heinrich von Kleist, entre outros.Já se apresentou em inúmeras obras de autores como O'Casey, José Zorrilla, Miguel Alcaraz, ou Elmer Rice, dirigido por Ventura Pons, Josep Montanyés ou Ricard Salvat. Escreveu vários textos e produziu uma dezena de programas para empresas como Akelarre, Teatro Geroa ou Teatro Gasteiz.

Ele era um membro da associação de atores e diretores que organizaram em Barcelona, o Grec nos anos 1976-1977 e coordenaram as edições de 1980-81 do Festival Internacional de Teatro de Vitoria-Gasteiz. Desde 1982, ele tem sido crítico teatral em vários meios de comunicação do País Basco, e desde 1997 dirige a revista ARTEZ de Performing Arts. Ele tem colaborado com várias revistas, ensinou vários cursos e oficinas e tem participado como orador em diversas conferências, reuniões e debates, além de muitas crônicas em feiras, festivais, exposições, conferências e eventos em todo o mundo.

Márcia Dias/RJ/Brasil

Márcia Dias é uma referência na área de produção cultural no Brasil. Recebeu diversos prêmios de melhor produção (APCA, APTR, Mambembe, Moliere, Sharp e Shell). Diretora da Buenos Dias Projetos e Produções Culturais, é especialista em Leis de Incentivo à Cultura e em empresariamento artístico. Dentre seus projetos, destacam-se: “Pérola”, de Mauro Rasi; “Lenine InCité CD e DVD” e “Elis – A Musical”. Criadora, diretora-geral e curadora do riocenacontemporanea, do TEMPO_FESTIVAL e do RIO_FESTIV.AL. Participou da comissão curadora do FRINJE – Festival de Artes Cênicas de Madrid, em 2016. Seu novo empreendimento é o Sistema WebCultural, voltado para a gestão cultural.

Damián Cervantes/México

Cidade do México (36 anos). Diretor do Laboratório Multidisciplinar Fadjr International Theatre Festival (Teerã, Irã, 2018). Prêmio Jurislav Korenic de melhor jovem diretor (Festival Mess, Sarajevo, 2015). Bolsista Internacional do TheatreTreffen Festival, Goethe Institut (Berlim, Alemanha, 2015). Designer de palco selecionado, Prague Design Quadrennial (PQ 2015). Beneficiado pela IBERESCENA para co-produção México-Catalunha-Espanha (2015). FONCA Young Creators Scholar (Direção Cênica) 2012-2013. Melhor diretor e melhor trabalho FITU 2018, Teatro UNAM. Bacharel em atuação La Casa del Teatro (2002-2006). Como ator, ele participou de vários projetos com diferentes diretores. Ele estudou o Diploma Nacional de Produção Teatral. No ensino; professor assistente do Bacharelado da Casa del Teatro, além do CUT (Centro Universitário de Teatro), professor de teatro do TEC de Monterrey. (ITESM). Ele ministrou oficinas de teatro em Barcelona, San Sebastián e Madri, na Espanha. Bem como várias cidades no México. Mestre do Mestrado em Artes Performativas no Rose Bufford College, Londres 2017. Júri do Estado de Teatro e PECDA no México. Palestrante em vários fóruns no México, como Transdrama e Telecápita, bem como no exterior; Cuba, Peru, Argentina, Chile (Santiago a Mil), Espanha entre outros. Diretor de 9 trabalhos profissionais desde 2007. Catástrofe, por Samuel Beckett, ciclo Não há mais nada a dizer, 5 diretores, 5 trabalhos curtos. (Teatro UNAM). Co-fundador e diretor artístico da Vaca 35 Teatro en Grupo A.C. (México em Cena 2015-2017), comemorando 11 anos (2007). Diretor de 8 trabalhos em grupo, também um ator, que ganharam prêmios, prêmios e viajaram em vários festivais nacionais e internacionais e estações de teatro.

Mônica Lira/PE/Brasil

Bailarina, coreógrafa, professora, artista da dança e produtora. Diretora do Grupo Experimental (Recife), onde criou 20 obras de dança, nos 24 anos de trajetória do grupo, circulando por todas as regiões do Brasil, além dos países: Peru, Equador, Argentina, Chile, Paraguai, Portugal, Itália e Espanha. Realizou durante 10 anos o projeto social "Núcleo de Formação em Dança". Atuante na política local, foi uma das fundadoras do Movimento Dança Recife (uma articulação política com 15 anos de atuação). Já trabalhou como gestora pública na prefeitura do Recife, participou do conselho de cultura. Pós graduada em Gestão e Produção Cultural. Atualmente está se especializando em "Estudos Contemporâneos em Dança" (UFBA).

Alaor Rosa/DF/Brasil

Ator, produtor e diretor. Em 1980, inicia seus estudos em teatro num curso oferecido pela PUC SP, com a direção de Paulo Betti. Nos últimos anos, sua inquietação, o tornou um artista múltiplo, com várias experimentações, passando pelas Artes Plásticas, Cinema, Música, Teatro e Dança.

É um dos principais diretores de produção de espetáculos e eventos em Brasília, atua na área da cultura há mais de 30 anos, possui em seu currículo eventos ímpares, dentre eles: a criação da Associação dos Produtores de Artes Cênicas do Distrito Federal; Responsável por sete edições da Campanha Vá ao Teatro. Coordenou o histórico projeto Temporadas Populares; Em 2000, foi responsável pela produção do Porão do Rock, maior evento de rock do Centro Oeste; Em 2003, compõem a equipe do Cena Contemporânea como Diretor de Produção e produziu 7 Mostras de Intérpretes Criadores da CIA Alaya Dança e outros projetos do DF, como Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, vários Aniversários e réveillon da Cidade, vários show de importantes bandas e músicos do Brasil. A partir de 2014 assume também a curadoria do Cena Contemporânea

Celso Curi/SP/Brasil

Editor do Guia OFF – Publicações mensais com a programação de artes cênicas das cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro – Desde 1996.

Curador de: Southern Exposure - Performing Arts of Latin America – Mid Atlantic Arts Foundation. Baltimore / EUA – 2017;Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto – 2015 e 2016;Europa+ America – Programa bienal de intercâmbio de dramaturgia de teatro e dança. Buenos Aires / Argentina. Desde 2014;PAMS – Performing Arts Market in Seoul (Coréia do Sul) – Consultor para a programação de espetáculos coreanos de teatro e dança para os programadores internacionais – 2014;Puente / Ponte – Programa de intercâmbio de criadores de dança e teatro contemporâneos. Projeto desenvolvido com o Fondo Nacional de las Artes / Argentina – 2014 e 2016;Oficina Cultural Oswald de Andrade – Secretaria da Cultura do Estado de SP – 2013 a 2015;Festival de Curitiba – de 2008 a 2015;Festival Cena Brasil Internacional – 2012 e 2013; American Dance Abroad – Programa de orientação e consultoria para grupos de dança americanos interessados no mercado latino-americano – desde 2013, entre outros.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO